Um sorriso em meio a tanta seriedade

Quem mora em cidade grande como eu deve saber que é tudo em nessas cidades é uma correria. As pessoas estão sempre apressadas, se esbarram sem ligar, veem pessoas caídas sem ajudar a levantar… Enfim, todo mundo está preocupado com a própria felicidade, mas ninguém é feliz. Um paradoxo, certo? Mas por que isso acontece?

1- As pessoas não têm o conceito correto de felicidade

Em meio a tanto consumismo, todo mundo acha que vai ser feliz quando comprar determinado carro, determinada casa, computador, etc. Mas quando as pessoas conseguem isso, elas têm uma alegria momêntanea e logo depois precisam de outra coisa (e nem sequer percebem que estão sendo escravizadas pelo capitalismo). É preciso ter em mente que não dá para conseguir uma felicidade interior a partir do exterior. E ser feliz é uma decisão, não um estado de espírito.

2- As pessoas não se preocupam umas com as outras

Muitas vezes na nossa vida temos problemas que nós mesmos não conseguimos resolver e só com a ajuda de alguém poderemos sair desses problemas, mas num mundo tão individualista e egocêntrico, como ter alguém para nos suportar?

Por isso devemos ser diferentes, servirmos de exemplo, ajudar as pessoas para que elas vejam que isso é necessário e faz muito bem.

Jesus Cristo deixou toda a sua glória para nos salvar e servir de exemplo. Enquanto muitos “grandes homens” se definem como gênios, inteligentes e empreendedores de sucesso, as únicas palavras de Jesus sobre o seu “eu humano” foram: “sou manso e humilde de coração” (Mt 11.29). E Ele, falando sobre felicidade, disse:

“Bem-aventurados os pobres em espírito, pois deles é o Reino dos céus.
Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados.
Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança.
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos.
Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia.
Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus.
Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.
Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos céus.
Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês.
Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês”.
(Mt 5.3-12)
Você tem se sentido infeliz, cansado e sobrecarregado? Já percebeu que você erra e não consegue ser perfeito? Quer ser aliviado desse fardo? Jesus disse:

“Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.” (Mateus 11:28) Aceite Ele em seu coração e seja salvo da condenação eterna. Ore assim:
“Pai, eu reconheço que sou um pecador. Sei que pelas minhas forças não poderei ser salvo, mas eu também sei que o Senhor mandou o seu único filho, Jesus, para morrer por mim e então eu poder morar contigo no céu. Venha dominar e transformar a minha vida. É assim que eu oro, em nome de Jesus, amém!”

Mudanças: à procura da felicidade

Galera, por questão de tempo e adaptação à diversas mudanças, o blog vai passar a ter um post por semana. Isso tudo vem de uma perseguição minha àquilo que quero realmente fazer. Eu já pensei em ter uma empresa e diversas outras coisas, mas não era bem isso que queria. Agora quero focar em um trabalho que estou fazendo, aprender bem sobre e-books e conseguir um emprego na área.
O blog de forma alguma ficará abandonado. Vou estar sempre trabalhando nele e com o mesmo foco de sempre: ser uma fonte de cultura, entretenimento e de ideias para um mundo melhor.
Espero do fundo do meu coração e mente que vocês apreciem essa nova fase do The Writings.

“Não, Tempo, não zombarás de minhas mudanças!
As pirâmides que novamente construíste
Não me parecem novas, nem estranhas;
Apenas as mesmas com novas vestimentas.”

– William Shakespeare

Para terminar o post, gostaria de deixar uma prática que me ajudou muito e creio que ajudará vocês também.

Toda noite se pergunte:

  • O que eu aprendi hoje?
  • O que fiz de bom?
  • Quando ajudei alguém?
  • Quando errei?

E toda manhã lembre-se dessas coisas e tenha em mente: “vou ser melhor hoje.”

“Se hoje fosse o último dia de minha vida, queria fazer o que vou fazer hoje? E se a resposta fosse ‘Não’ muitos dias seguidos, sabia que precisava mudar algo.”
Steve Jobs

Humor, felicidade e sonhos

Quando algo dá errado, nosso humor fica ruim. Quando algo dá certo, ficamos muito felizes. Nosso humor depende do contexto, mas será que isso está certo? Eu acho que não.

É impossível fazer com que nada de errado, não temos como ter uma vida sem erros, mas também não podemos atrapalhar a nossa vida por eles. Os erros servem para aprendermos e os fracassos não são motivos para mais fracasso, mas sim para continuar lutando. No post Um convite à melhora, por exemplo, vendo meus erros, eu aprendi com eles.

Se algo der errado e você se deixar levar por isso, você vai contribuir para que seus outros projetos e sonhos também deem errado e seu mau humor vai ser algo realmente chato para seus amigos, aliás, se você for sempre mau humorado, muitos irão se afastar de você.

Mas não precisa ser assim. Se escolhermos ser felizes, independentemente do contexto, iremos viver melhor, agir melhor e ter mais chance de nossos sonhos se tornarem realidade. Mesmo que isso tudo seja difícil, lembre-se sempre que:

Não é sua vida que faz seu humor. É seu humor que faz a sua vida.

@Adair_Neto

Manual para jovens sonhadores

Manual Para Jovens Sonhadores, de Nathalie Trutmann é um livro incrível! Pelo título achamos que é muito infantil, mas é exatamente isso que a escritora quer nos mostrar. Sonhar é para todos, não só para as crianças e deveríamos imitá-las em muitos aspectos.
Em cada página Trutmann nos prova os benefícios e o porquê de sonhar. Ela usa exemplos próprios, sem papas nas letras, para mostrar que errar nos faz acertar. Ela conta histórias da vida dela que não esperamos ouvir de ninguém além de nossos amigos mais íntimos.

Nathalie também mostra que o mundo pode ser realmente tão louco, inusitado e apaixonado quanto quisermos. Mostra como a opinião das pessoas nos faz desistir de nossos sonhos e mostra que apenas aqueles que desistem acham que sonhar não vale a pena.

O livro é curto, tem uma linguagem super simples e bem humorada. Recomendadíssimo!

 

E aí, qual é o seu sonho?


Baixe o livro de graça em http://manualparajovenssonhadores.com/

@Adair_Neto