Ele tá saindo…

Meu novo projeto está sendo colocado em prática. Espero que dê tudo certo e lutarei e orarei por isso.

O blog já foi lançado e está na versão beta. Estou trabalhando nele e dicas serão muito bem vindas.

Sem mais delongas, conheçam o meu novo projeto, Jesus Não É Cristão.

Final de mais uma jornada

E aí, galera, tudo bem? Estou aqui para anunciar mais um final de jornada. É o fim do The Writings, mas calma. É pra melhorar o que eu faço.

De agora em diante, todo o meu trabalho estará focado no Jesus Não É Cristão, que ainda está na fase beta.

Visitem sempre o novo site e aproveitem esta nova fase.

Um sorriso em meio a tanta seriedade

Quem mora em cidade grande como eu deve saber que é tudo em nessas cidades é uma correria. As pessoas estão sempre apressadas, se esbarram sem ligar, veem pessoas caídas sem ajudar a levantar… Enfim, todo mundo está preocupado com a própria felicidade, mas ninguém é feliz. Um paradoxo, certo? Mas por que isso acontece?

1- As pessoas não têm o conceito correto de felicidade

Em meio a tanto consumismo, todo mundo acha que vai ser feliz quando comprar determinado carro, determinada casa, computador, etc. Mas quando as pessoas conseguem isso, elas têm uma alegria momêntanea e logo depois precisam de outra coisa (e nem sequer percebem que estão sendo escravizadas pelo capitalismo). É preciso ter em mente que não dá para conseguir uma felicidade interior a partir do exterior. E ser feliz é uma decisão, não um estado de espírito.

2- As pessoas não se preocupam umas com as outras

Muitas vezes na nossa vida temos problemas que nós mesmos não conseguimos resolver e só com a ajuda de alguém poderemos sair desses problemas, mas num mundo tão individualista e egocêntrico, como ter alguém para nos suportar?

Por isso devemos ser diferentes, servirmos de exemplo, ajudar as pessoas para que elas vejam que isso é necessário e faz muito bem.

Jesus Cristo deixou toda a sua glória para nos salvar e servir de exemplo. Enquanto muitos “grandes homens” se definem como gênios, inteligentes e empreendedores de sucesso, as únicas palavras de Jesus sobre o seu “eu humano” foram: “sou manso e humilde de coração” (Mt 11.29). E Ele, falando sobre felicidade, disse:

“Bem-aventurados os pobres em espírito, pois deles é o Reino dos céus.
Bem-aventurados os que choram, pois serão consolados.
Bem-aventurados os humildes, pois eles receberão a terra por herança.
Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos.
Bem-aventurados os misericordiosos, pois obterão misericórdia.
Bem-aventurados os puros de coração, pois verão a Deus.
Bem-aventurados os pacificadores, pois serão chamados filhos de Deus.
Bem-aventurados os perseguidos por causa da justiça, pois deles é o Reino dos céus.
Bem-aventurados serão vocês quando, por minha causa os insultarem, perseguirem e levantarem todo tipo de calúnia contra vocês.
Alegrem-se e regozijem-se, porque grande é a recompensa de vocês nos céus, pois da mesma forma perseguiram os profetas que viveram antes de vocês”.
(Mt 5.3-12)
Você tem se sentido infeliz, cansado e sobrecarregado? Já percebeu que você erra e não consegue ser perfeito? Quer ser aliviado desse fardo? Jesus disse:

“Venham a mim, todos os que estão cansados e sobrecarregados, e eu lhes darei descanso.” (Mateus 11:28) Aceite Ele em seu coração e seja salvo da condenação eterna. Ore assim:
“Pai, eu reconheço que sou um pecador. Sei que pelas minhas forças não poderei ser salvo, mas eu também sei que o Senhor mandou o seu único filho, Jesus, para morrer por mim e então eu poder morar contigo no céu. Venha dominar e transformar a minha vida. É assim que eu oro, em nome de Jesus, amém!”

O meu sonho

Todo mundo tem sonhos, mas muita gente vive “mudando de sonho”. Se eu te perguntasse agora qual é o seu sonho, o que você diria? E se eu tivesse perguntado um mês atrás, seria a mesma coisa? Talvez não ter um objetivo definido em nossa vida, faça com que a gente sonhe com diversas coisas e não realize nada.

Eu já falei sobre sonhos aqui no blog (veja: “Humor, Felicidade e Sonhos” e “Manual para jovens sonhadores”) e hoje quero compartilhar um pouquinho do meu com vocês. Creio que assim que você o ler, vai achá-lo complicado, mas acredite, é muito mais difícil do que parece. O meu sonho, o meu objetivo de vida, é amar a Deus acima de todas as coisas e amar ao meu próximo como a mim mesmo.

Parece utópico e eu confesso que muitas vezes não o faço. Muitas vezes eu deixo Deus de lado para fazer a minha vontade e muitas vezes eu deixo os outros de lado para fazer o que eu quero, mas eu realmente quero vencer o meu ego, fazer aquilo que é correto. E como fazer isso?

Penso que a base de uma vida cristã deve ser servir. A maioria (para não dizer todas) as filosofias de vida pregam o bem estar da pessoa. Muita gente compra livro de auto ajuda, mas poucos compram livros de como ajudar alguém. E o cristianismo trata justamente disso. Jesus deixou toda a sua glória, veio para a Terra, se fez um de nós, foi humilhado, sofreu e foi crucificado para que pudéssemos ser salvos do pecado. Se ele, que é Deus, fez isso, por que nós não fazemos?

Outra coisa que devemos ter em mente é quem Deus realmente é. Deus é onipotente, onisciente e onipresente, certo? Sim. Mas precisamos por isso em prática. Quando nós vemos que Deus diz que determinada coisa é pecado e nós teimamos e fazemos a nossa vontade, estamos sendo profundamente burros. Como eu já disse, eu também peco, mas o que estou querendo dizer é que nós “sabemos” que Deus é onisciente e preferimos agir por nossa própria conta.

E aí, você tem agido mais por conta própria ou tem se deixado guiar pela verdade?

Pensar é de graça?

Começo mais um post com aquela clássica referência a um ditado e, pelo nome do post, vocês já devem saber qual é.

É muito comum ouvir as pessoas dizerem: “pense porque ainda é de graça.” E hoje quero refletir um pouquinho com vocês sobre essa afirmação.
Em primeiro lugar, ela diz que no futuro pensar não será de graça. Mas como alguém poderia nos impedir de pensar?

Isso me soa como ficção científica, aquela coisa de controle mental e etc. Sou um grande fã de ficção científica, não me entendam mal, mas para a humanidade chegar a um ponto em que precise de autorização para pensar, ela deverá deixar de lado grande parte de suas riquezas.
Em segundo lugar, eu gostaria de olhar pelo outro lado disso tudo. É realmente de graça pensar?

Preço dos livros

Sempre que eu vejo o preço de um ingresso do cinema, o preço de um livro, de um CD ou DVD, eu penso que, de certa forma, pensar não é de graça. É claro que você pode (e deve) pensar além de filmes e livros, mas eles são uma excelente base teórica e prática para o conhecimento.

Olhem o quanto a literatura de hoje é influenciada pela clássica, o mesmo com o cinema e com a música.
Reforçando o que eu já disse, é sim possível pensar e ser sábio sem ter acesso aos meios de informação, mas eles ajudam de uma forma incrível.

Ah! E por favor, não gastem todo o dinheiro de vocês com filmes de Hollywood e livros à la Crepúsculo.

Livro Novo