Olhai os lírios do campo, de Érico Veríssimo

Capa

O livro publicado em 1938 foi o primeiro que li este ano. É simplesmente genial, criativo, diferente e perfeito para reflexão.

Ele conta a história de Eugênio Fontes, um homem de origem pobre que quer subir na vida. Porém ele percebe, após um fato trágico, que estava errado. E é aí que entra o título do livro, baseado no sermão da montanha.

“Por que vocês se preocupam com roupas? Vejam como crescem os lírios do campo. Eles não trabalham nem tecem. Contudo, eu lhes digo que nem Salomão, em todo o seu esplendor, vestiu-se como um deles. Se Deus veste assim a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada ao fogo, não vestirá muito mais a vocês, homens de pequena fé? Portanto, não se preocupem, dizendo: ‘Que vamos comer? ’ ou ‘que vamos beber? ’ ou ‘que vamos vestir?’” (Mateus 6:28-31)

É um livro incrível para lazer, diversão e reflexão. É gostoso de ler, extremamente cativante, com boas mensagens e é contado de um jeito que eu nunca vi antes. Confesso que estranhei bastante, mas essa é uma das coisas mais legais do livro.

Para terminar, deixo um trecho do livro e peço que leiam o livro todo. Vai ser realmente muito bom.

“Se naquele instante – refletiu Eugênio – caísse na terra um habitante de Marte, havia de ficar embasbacado ao verificar que, num dia tão maravilhosamente belo e macio, de Sol tão dourado, os homens, na sua maioria, estavam metidos em escritórios, oficinas, fábricas… E se perguntasse a qualquer um deles: “Homem, porque trabalhas com tanta fúria durante todas as horas de Sol?” – ouviria esta resposta singular: “Para ganhar a vida”. E no entanto a vida ali estava a oferecer-se toda numa gratuitidade milagrosa. Os homens viviam tão ofuscados por desejos ambiciosos que nem sequer davam por ela. Nem com todas as conquistas da inteligência tinham descoberto um meio de trabalhar menos e viver mais. Agitavam-se no Mundo e não se conheciam uns aos outros, não se amavam como deviam. A competição transformava-os em inimigos. E havia muitos séculos tinham crucificado um profeta que se esforçara por lhes mostrar que eles eram irmãos, apenas e sempre irmãos.”  (Érico Veríssimo)

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s