Sobre a aplicabilidade e alegoria

É óbvio que nem tudo que é escrito tem como objetivo criticar algo ou tentar mostrar algo melhor, mas de um escrito pode se tirar aplicações. Isto é aplicabilidade, a qualidade de um texto (não necessariamente alegórico) para se aplicar a alguma coisa. Alegoria é fazer algo se referindo a outra coisa.
Se O Senhor dos Anéis, por exemplo, tivesse sido escrito como uma crítica à sociedade ou algo do gênero, ele seria uma alegoria. Porém, J.R.R. Tolkien disse que não o escreveu por esse motivo. Ele apenas queria criar uma história. O Senhor dos Anéis – e O Hobbit – tem uma grande aplicabilidade, pois podemos pegar esse livro para pensar algo diferente na realidade.
Gosto muito mais de histórias, verdadeiras ou inventadas, com sua aplicabilidade variada ao pensamento e à experiência dos leitores. Acho que muitos confundem ‘aplicabilidade’ com ‘alegoria’; mas a primeira reside na liberdade do leitor, e a segunda na dominação proposital do autor.” (J.R.R. Tolkien)
O tema é bem falado. Estou postando isso porque eu tive um obviously insight: saber o que é aplicabilidade e alegoria nos ajuda muito a saber como melhorar o mundo e como “roubar” ideias para tal feito.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s