Um ano sem Jobs

Há exato um ano, morreu Steve Jobs, um dos maiores (se não o maior) gênio da humanidade. Só temos computadores, música, internet e muitas coisas da tecnologia como temos graças a ele.
Steve criou a minha empresa favorita e foi bom o suficiente para que quando morresse, deixasse a empresa em boas mãos.
Ele tinha seus defeitos: era arrogante, etc. mas via tudo com outros olhos. Ele aprendeu a usar mais a intuição e a experiência ao invés da razão – que segundo ele (e eu concordo) é algo inato. Além de tudo, se ele queria fazer algo, ele conseguia. Ele conseguia até mesmo fazer com que os outros fizessem o que ele queria, o que foi chamado de distorção da realidade.
Creio que falei basicamente o mais importante a ser lembrado sobre ele. Ele foi um gênio e com muitas qualidades que devíamos seguir.
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s