Análise das escolas finlandesas

A Finlândia tem, segundo pesquisa feita pela Economist Intelligence Unit (EIU), a melhor educação do mundo. Fui pesquisar sobre as escolas lá e me deparei com uns fatos bem legais.
Sintetizando o que encontrei, as escolas de lá:
  • Privilegiam a teoria e o aprendizado acadêmico;
  • Privilegiam a educação primária e a presença de todos na escola;
  • Têm professores bem capacitados, formados nas melhores universidades;
  • Focam no bem-estar dos alunos;
  • Usam tecnologia como ferramenta, mas o foco está na pedagogia entre pessoas;
  • Não têm provas padronizadas;
  • Não são privadas;
  • Têm professores bem conectados aos alunos;
  • Têm matérias obrigatórias e matérias optativas.
Isso tudo é, na minha opinião, algo realmente legal. Deveríamos aplicar isso ao nosso contexto e por em prática. Se o fizermos, Paulo Freire fará uma festa em seu túmulo.
Tenho apenas uma crítica ao sistema de ensino da Finlândia: a prática deve ser o foco da educação, não adianta conhecer e não saber utilizar. Porém, como não conheço de perto como funciona, não posso afirmar com certeza.
É por isso que se mandam as crianças à escola: não tanto para que aprendam alguma coisa, mas para que se habituem a estar calmas e sentadas e a cumprir escrupulosamente o que se lhes ordena, de modo que depois não pensem mesmo que têm de pôr em prática as suas ideias.” (Immanuel Kant)
Se quiserem dar uma olhada nas escolas lá, deem uma olhada nesse trabalho feito por uma professora portuguesa:
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s