Pessoas conformadas

Acho incrível como as pessoas são conformadas com a sociedade. Pensam em ter um diploma porque acham que só assim vão sobreviver lá fora. O Ocidente vive numa guerra, numa competição, pessoas se matam por uma vaga de emprego ou uma vaga numa universidade boa. O capitalismo vive disso, no capitalismo poucos se dão bem e a maioria vive na desgraça e as pessoas se conformam com isso.
O capitalismo é injusto. Quem tem mais chance de entrar na Unicamp, um jovem de família pobre que estudou a vida inteira em uma escola pública na favela ou um jovem de família rica que estudou em escola particular e pagou mais de R$ 1000,00 por mês em cursinho? Outra coisa: faculdade era uma coisa de poucos antigamente e isso está mudando. Se no capitalismo a maioria tem que sustentar a minoria, logo será necessário algo a mais que faculdade para se dar “bem”.
Abram os olhos! Não vivam como o capitalismo quer que vocês vivam, lutem por uma sociedade melhor!

Análise das escolas finlandesas

A Finlândia tem, segundo pesquisa feita pela Economist Intelligence Unit (EIU), a melhor educação do mundo. Fui pesquisar sobre as escolas lá e me deparei com uns fatos bem legais.
Sintetizando o que encontrei, as escolas de lá:
  • Privilegiam a teoria e o aprendizado acadêmico;
  • Privilegiam a educação primária e a presença de todos na escola;
  • Têm professores bem capacitados, formados nas melhores universidades;
  • Focam no bem-estar dos alunos;
  • Usam tecnologia como ferramenta, mas o foco está na pedagogia entre pessoas;
  • Não têm provas padronizadas;
  • Não são privadas;
  • Têm professores bem conectados aos alunos;
  • Têm matérias obrigatórias e matérias optativas.
Isso tudo é, na minha opinião, algo realmente legal. Deveríamos aplicar isso ao nosso contexto e por em prática. Se o fizermos, Paulo Freire fará uma festa em seu túmulo.
Tenho apenas uma crítica ao sistema de ensino da Finlândia: a prática deve ser o foco da educação, não adianta conhecer e não saber utilizar. Porém, como não conheço de perto como funciona, não posso afirmar com certeza.
É por isso que se mandam as crianças à escola: não tanto para que aprendam alguma coisa, mas para que se habituem a estar calmas e sentadas e a cumprir escrupulosamente o que se lhes ordena, de modo que depois não pensem mesmo que têm de pôr em prática as suas ideias.” (Immanuel Kant)
Se quiserem dar uma olhada nas escolas lá, deem uma olhada nesse trabalho feito por uma professora portuguesa:

Vista minha pele

Vídeo extremamente interessante. O racismo é muito presente em nossa sociedade e muitas vezes nem percebemos.
Com a inversão entre brancos e negros feita no filme, o racismo fica bem mais claro.
Pequenas brincadeiras também contribuem para o racismo, pequenas coisas geram coisas grandes no futuro.

O objetivo da escola

O que é necessário em uma escola? É necessário a existência da escola?
Escola é uma instituição com o objetivo de educar, sendo que este é “processo que visa o desenvolvimento harmônico do ser humano nos seus aspetos intelectual, moral e físico e a sua inserção na sociedade” (Infopedia). Sabendo disso, precisamos analisar se nossas escolas tem capacidade para educar.
É extremamente importante que a escola perca suas características negativas que desestimulam o estudo, como o aspecto de prisão e o conhecimento não-aplicado. Além disso, é necessário que hajam pessoas capacitadas para educar, o que, na maioria das vezes, não é o encontrado.
Mas é realmente necessário a existência dela? Ser obrigado a estudar não é antidemocrático? As respostas são não e sim, respectivamente. A maioria das pessoas viveu sem passar pela instituição escola – embora foram educadas – e não devemos ser obrigados a algo que não queremos. Porém se alguém não quer estudar, não pode trabalhar ou estudar algo que necessite do conhecimento básico adquirido na escola (aqui entra a questão da decisão da criança versus a decisão dos pais).
Fato é que: o conhecimento é necessário ao ser humano, porém isso pode ser feito de diversas formas. A melhor delas para nosso contexto é a escola, mas ela está cumprindo o papel de educar? Ela está tendo meios e fins corretos?